Mensagens

Whois privado: o que é e para que serve

Imagem
Sempre que registas um novo domínio tens que colocar a tua informação pessoal, nomeadamente o teu nome, morada, contacto telefónico e email. Faz sentido fornecer essa informação para, em caso de dúvida, a entidade que gere os domínios saber a quem efetivamente pertence determinado domínio.

Teoricamente, essa informação deverá estar disponível para toda a gente poder consultar, usando por exemplo o ICANN WHOIS. Para fazeres um teste, basta colocares lá qualquer url e recebes informação sobre a quem pertence, quais os dados de contacto, etc. Como deves calcular, esta forma de obter a informação é muito prática, mas também é uma porta aberta para spammers e pessoas com más intenções se apoderarem das tuas informações pessoais. No caso de uma empresa não é tão grave, mas no caso de um particular pode não ser de todo aconselhável partilhar esta informação

O Whois privado é um serviço disponibilizado por quase todos os sites que vendem registos de domínios e que te permite ocultar a tua in…

Porque migrei o blog de Wordpress para Blogger

Imagem
Nos últimos dias fiz a migração do Wordpress para o Blogger após ter ponderado bastante. Neste artigo vou-te tentar explicar porque razão, no meu caso, fez sentido esta alteração.

Eu e o Wordpress
Eu sou um ávido utilizador de Wordpress e utilizo-o para quase todos os projetos em que me envolvo a título pessoal, uma vez que a titulo profissional dependo de uma estrutura que utiliza outras tecnologias. A verdade, no entanto, é que para teres um site em Wordpress tens duas alternativas:
Criar o site no Wordpress.com, estando bastante limitado na versão gratuita e tendo que pagar para ter um mínimo de qualidade, como domínio próprio.Adquirir alojamento online e instalar uma versão do Wordpress que te dará muito mais liberdade e possibilidades. Normalmente os serviços de alojamento têm um instalador, tipo CPANEL, que te permite instalar o Wordpress com apenas um clique. Em alternativa podes descarregar a versão mais recente do site Wordpress.org e instalar num servidor que tenha PHP e MYS…

De volta ao blog

Imagem
Já há muito tempo que não atualizo o blog e vou tentar alterar isso nos próximos tempos.

Nos últimos dias, estive a migrar o blog de Wordpress para o Blogger e vou tentar escrever todos os dias algo. É um exercício que neste momento me apetece fazer. Vamos lá ver quanto tempo dura.
Até já!
Nuno Barreto

Remover "Criado com Wordpress"

Imagem
Os temas que vêm por defeito com o Wordpress trazem de raiz uma atribuição no rodapé que diz "Criado com Wordpress". Neste artigo explico de que forma podes remover essa informação de forma simples.
Porque razão esta mensagem é colocada A razão ao certo porque colocam esta informação sem possibilidade de retirar é desconhecida, mas parece-me que tem que ver com o facto de, ao disponibilizarem um tema de forma gratuita, aproveitarem para utilizar esse espaço para divulgar o Wordpress, um CMS que, como certamente saberás, é completamente gratuito.

A maior parte dos temas Premium também trás por defeito uma mensagem do género dando crédito ao programador que fez o tema, no entanto e regra geral, nesse caso o tema tem uma opção para desativar essa informação.

Se colocassem a possibilidade de desativar essa mensagem de forma muito simples, a maior parte do utilizadores optaria por retirá-la e nesse caso o objetivo de passar a palavra desaparecia.
Como remover o "Criado com …

Queres controlar a posição do teu site no Google para a pesquisa por certas palavras-chave?

Imagem
Hoje vou falar de como podes, de forma simples e gratuita, conhecer a tua posição no motor de busca Google para determinadas pesquisas.

Existem várias ferramentas disponíveis no mercado mas a que uso e que me permite saber a informação que preciso de forma simples e rápida é a Whatsmyserp.
Por que razão deve essa monitorização ser feita? A monitorização deve existir para sabermos até que ponto o nosso conteúdo está a produzir efeito nos motores de busca.

Um dos objetivos de qualquer site é ser encontrado para determinada combinação de palavras-chave.

Uma boa posição na Google para essas palavras-chave, para além de nos permitir obter mais tráfego gratuito por via dessas pesquisas, permite também verificarmos se o conteúdo é relevante ou não.

Apenas quando o conteúdo é relevante é que Google o indexa nas posições cimeiras.
Apresento-te o Whatsmyserp A ferramenta que utilizo para fazer essa monitorização é o site whatsmyserp.



Para além de ser gratuita, esta aplicação online permite guard…

O teu site é compatível com dispositivos móveis? Pergunta à Google.

Imagem
Nos últimos tempos a Google tem vindo a avisar que o facto de os sites serem Responsive ou compatíveis com dispositivos móveis, terá cada vez mais importância para o seu algoritmo de catalogação de sites. Isto será especialmente importante em pesquisas feitas em dispositivos móveis, em que a Google quer que o utilizador tenha a melhor experiência possível, dando por isso muita importância a sites compatíveis, em detrimento de outros não compatíveis.

Para quem ainda tem dúvidas se um site Responsive faz sentido ou não, acho que este tipo de indicação por parte do maior motor de busca a atuar em Portugal deve ajudar a tomar uma decisão.

Mesmo que o teu site seja Responsive, a Google pode achar que não o é. Isto acontece, principalmente, nos casos em que no ficheiro robots.txt, na tentativa de impedir que os motores de busca indexem recursos como imagens, ficheiro de sistema, etc, podemos estar também a bloquear ficheiros javascript e CSS responsáveis por tornar o site Responsive.

Na no…

Os Dash Buttons da Amazon: tendência ou flop?

Imagem
Outro dia fiquei a conhecer os Dash Buttons da Amazon e, depois de algum entusiasmo inicial, apercebi-me rapidamente que a ideia, pelo menos da forma como é apresentada, é mais fogo-de-vista do que propriamente uma grande revolução. Neste artigo explico em que consistem os Dash Buttons, quais os problemas que identifiquei e porque motivo acho que esta serão um flop.
Como funcionam os Dash Buttons Basicamente, tratam-se de uns pequenos dispositivos parecidos com botões, para colocar pela casa, em sítios estratégicos que, quando clicados, despoletam uma encomenda na Amazon em teu nome. Daí a 24 horas tens os produtos em casa sem teres feito "ativamente" uma encomenda.

Para configurar um botão, coloca-se este ligado à nossa rede wi-fi e, utilizando a aplicação da Amazon para dispositivos móveis, define-se o que o botão faz quando clicado: quando clicar o botão da Tide, encomendar duas embalagens do produto, por exemplo.

Neste momento existe pouco mais que uma dezena de marcas q…